A FEMINAZI DA SARA WINTER DIZ:"CHEGA DE TER MEDO DE FEMINISTA!"

Eu não sei o que aconteceu com a feminista da Sara Winter depois que ela teve um filho,já que ao mesmo tempo que é uma retardada.......As vezes fala algo coerente.
Por este relato dela mostra que aquela propaganda feminista que diz que elas lutam para que as mulheres sejam livres para fazer o que quiserem é falso.
Leia o relato dela:

Eu tenho 3 anos e meio de militância feminista e confesso que durante todo esse tempo por medo de retaliação de feministas eu deixei de fazer muitas coisas que eu gostaria, adiei e desisti de muitos projetos. A pressão por ser uma pessoa pública sempre foi muito grande e me foi colocada a responsabilidade de ser o exemplo para muitas.

A primeira coisa que me arrependo muito foi de ter recusado a proposta para ensaio nua numa revista masculina.
Eu me arrependo pois eu já podei nua para tantos projetos feministas voluntariamente, e é algo que eu realmente amo fazer. Amo ser fotografada, gosto de me sentir sexy e adoro nu artístico. Se eu nunca tivesse recusado a oferta hoje eu poderia estar muito mais tranquila com relação ao futuro dos meus pais (pois na velhice, quero cuidar deles muitíssimo bem e que nadas lhes falte) e também do meu filho. Além do mais, acho muito errado o preconceito e julgamento em cima das mulheres que escolhem posar nuas. Afinal, é um trabalho como todos os outros, não possui nenhum tipo de exploração, é completamente seguro, e nenhuma mulher deve ser desvalorizada por isso, principalmente por outras feministas que devem ter empatia e solidariedade com TODAS as mulheres.

Também me arrependo de não ter aceito o convite para me eleger a cargos políticos, feitos por alguns partidos. Eu tive muito medo das feministas não levarem minha luta a sério, ou pensar que eu poderia estar sendo patrocinada.
Se eu tivesse aceitado, hoje eu não precisaria ficar na rua, tentando chamar a atenção das pessoas pros problemas das mulheres expondo meu corpo e minha segurança. Quantas vezes eu (e minhas companheiras de luta) já apanhei de polícia? Tenho cicatrizes pelo corpo e 13 processos criminais que me impossibilitam de muitas coisas, concurso público, carteira assinada, etc.

Se eu tivesse entrado pra política, eu poderia estar agora mudando algo por dentro. Poderia estar brigando e batendo de frente lá dentro e cada vez mais proporcionando mais políticas públicas de qualidade para mulheres e crianças. Mas quem sabe, ainda há tempo, não? Emoticon smile

Tive medo de colocar extensões (aplique no cabelo) haha, essa pode ser engraçada, mas desde meus 14 anos eu não consigo manter meu cabelo comprido. Eu sofro muito com queda e quebra de cabelo INTENSA devido à Anemia. Sim, gente, eu tenho anemia, e todos esses anos, só quem convive comigo sabe quantas vezes eu já passei mal, desmaiei, tive queda de pressão, hipoglicemia, durate viagens, durante protestos. Mas eu sigo ali, firme e forte. O cabelo eu ganhei de uma moça como doação, mas eu nunca coloquei, embora eu tenha certeza que iria melhorar 300% minha auto estima. Mas e o medo de ter que escutar que me rendi aos padrões de beleza? Eu não me importo com críticas que venham de fora, o que me doi são críticas de feministas, que deveriam ser minhas irmãs e se preocupar com o bem estar umas das outras.

Tive medo de começar a malhar. Uma das coisas que me ajudou muito com a Anemia foi mudar minha alimentação e começar a praticar atividade física. Agora eu sou uma apaixonada por esportes, em especial Musculação e Calistenia e meu sonho é ser atleta calistênica Emoticon heart. Aderindo a esses esportes, meu maior medo era ser chamada de gordofóbica. O que quase ninguém sabe é que já fui obesa e só consegui emagrecer aos 12 anos de idade. Qualquer dia posto uma foto.

Tive medo de criar um canal onde possa dar dicas de exercícios, alimentação, truques de beleza. Sim, isso ia causar um alvoroço dizendo que sou escrava da ditadura da beleza. Acontece que eu sou apaixonada por maquiagem e cabelo. Amo mesmo me cuidar e sou super vaidosa e rigorosa com alimentação.

Agora que meu filho nasceu parece que me bateu um estalo no cérebro. Eu não tenho que me preocupar com que as feministas vão achar e falar de mim. Eu tenho que fazer o que eu amo fazer, eu não quero me sentir presa mais, eu quero ser livre.
Feminismo deveria ser sobre a libertação das mulheres e não colocar ainda mais amarras e impedimentos entre elas e seus sonhos.

Portanto, eu quero dizer CHEGA! CHEGA DE TER MEDO DE FEMINISTA!

Eu vou colocar as extensões no cabelo (parece fútil eu sei, mas pra quem não consegue ter o cabelo comprido, acreditem é um baque imenso na auto estima ♥), eu vou me filiar a algum partido (não decidi qual ainda) e aprender bastante, e assim que houver oportunidade, espero conseguir me candidatar pra qualquer cargo, e se der tudo certo e eu me eleger, quero muuuito poder fazer a diferença, nem que eu tenha que dar meu sangue e minha vida pra transformar a vida das mulheres e das crianças desse país.

Se alguma revista me chamar, eu vou sim!

Eu vou continuar malhando e com certeza meu corpo vai se modificar. Vai demorar muuuito tempo até eu ser o tipo "musa fitness", até porque esse nem é meu objetivo, e também porque não pretendo fazer uso de anabolizantes esteroides, porque minha prioridade sempre vai ser minha saúde e a saúde do meu filho. E eu também vou fazer de tudo ao meu alcance pra realizar meu sonho de conseguir treinar calistenia.
E sim, eu vou começar um canal no youtube onde eu falo da minha rotina como mãe, dos meus cuidados de beleza e saúde com meu corpo, sobre esporte, sobre alimentação saudável e sobre ser uma pessoa pró mulher.

Eu nunca mais vou deixar ninguém me impedir de realizar meus sonhos, muito menos as pessoas que deveriam me ajudar a construí-los.

Seja lá a qual grupo ou movimento você pertença, nunca deixe isso acontecer com você.
Não tenha medo e seja livre! 


FONTE:
https://www.facebook.com/sarawinter13/photos/a.148917918651997.1073741827.148916071985515/423480184529101/?type=3&theater